sábado, 18 de janeiro de 2014

Mosca ladra (Brown robber fly)

(Zosteria sp.)

Os asilídeos, com mais de 7000 espécies, pertencem à ordem diptera e são vulgarmente conhecidos por moscas ladras. O nome "ladra voadora" deve-se aos seus hábitos de predadora agressiva, qual salteador que surpreende as vítimas, outros isectos (abelhas, besouros, outras moscas, aranhas, vespas, formigas, gafanhotos...),  quase sempre em pleno voo, quando passam próximas do local onde, emboscada,  as aguarda. 

Possuem pernas robustas e espinhosas, três ocelos na depressão situada entre os dois grandes olhos compostos e um bigode de cerdas duras a que se dá o nome de mistax, que serve de protecção  à cabeça e ao rosto, quando luta com as presas. Na região occipital tem uma (ou mais) fileiras de cerdas.

As antenas, aristadas, são curtas e compostas de 5 segmentos (por vezes 3 ou 4)

As peças bucais são curtas e modificadas para a perfuração-sucção e constituem o probóscide, muito forte (consegue penetrar através do tegumento duro de coleópteros).

O torax, com cerdas longas, é compacto e robusto.

O abdómen, longo, estreito e cónico, tem de 6 a 8 segmentos, o último dos quais está parcialmente oculto e contém a genitália nos machos e o ovipositor nas fêmeas.

As pernas são fortes e longas como convém a um raptor e as asas, muito desenvolvidas, são estreitas para facilitar o voo rápido.

Ao atacar a presa injecta-a com saliva que contém neurotóxicos e enzimas proteolíticos  que a paralizam e diluem o seu interior. O material liquefeito é depois ingerido com a tromba.

O ciclo de vida dura de 1 a 3 anos e compõe-se de quatro estágios larvais e uma pupa.





Reino:            Animalia
Filo:               Arthropoda
Classe:           Insecta
Ordem:           Diptera
Subordem:      Brachycera
Infraordem:      Asilomorpha
Superfamília:   Asilodea
Família:          Asilidae
Género:          Zosteria
Espécie:         Zostéria sp.


Imagens captadas na Quinta da Casa Nova, Cortiçadas, Montemor-o-Novo












Enviar um comentário