quarta-feira, 16 de dezembro de 2015

Escaravelho rinoceronte Europeu

Oryctes nasicornis (linnaeus, 1758)

Distribui-se por toda a Europa continental e Norte de África. Em certas regiões começa já a ser considerado raro e, por isso, tem protecção legal nalguns países.

 É considerado um dos besouros mais fortes, conseguindo deslocar cargas com cerca de 850 vezes o seu peso. Chega a atingir 6 cm de comprimento. O seu tamanho é influenciado pela quantidade e qualidade dos alimentos que ingere.

As asas são castanhas escuras e brilhantes. As pernas e a parte inferior do corpo são revestidos de pelos ruivos.

As larvas, cujo desenvolvimento dura dois anos, vivem em madeira, não resinosa, em decomposição de que se alimentam. Os adultos começam a voar entre Março e Maio e alimentam-se de nectar ou seiva, mas conseguem suportar grandes ausências de alimento, subsistindo das reservas acumuladas durante o estágios larvais.

O seu nome advém do facto de os machos adultos possuírem um chifre frontal curvado para trás, que utilizam para lutar. As fêmeas são dele desprovidas. Existe, assim, um acentuado dimorfismo sexual na espécie.

A Vespa Mamute (Megascolia Maculata), de que já falàmos, é um parasita das larvas do Besouro Rinoceronte europeu.

Reino:       Animalia
Filo:          Arthropoda
Classe:      Insecta
Ordem:     Coleoptera
Subordem: Polyphaga
Família:     Dynastidae
Género:     Oryctes
Espécie     O. nasicornis

Imagens captadas na Quinta da Casa Nova, Cortiçadas de Lavre, Montemor-o-Novo

Macho










Fêmea








Enviar um comentário