terça-feira, 11 de fevereiro de 2014

Rela (rã-arborícola-europeia)

(Hyla arborea) Linaeus, 1758

A rela é uma pequena rã com com 35 a 45 mm de comprimento, cabeça larga e  arredondada, olhos salientes com pupilas elípticas. Tanto os membros anteriores, com 4 dedos, como os posteriores, com 5, são compridos. Nos membros posteriores possuem membranas interdigitais com algum desenvolvimento. A existência de bandas laterais escuras que começam no focinho, atravessam os olhos,  prolongando-se  pelos flancos, que curvam para cima na região lombar e se continuam pelas zonas internas dos membros posteriores são uma característica desta espécie.

A reprodução ocorre na Primavera, altura em que os machos, usando o saco vocal, cantam com maior intensidade, nas margens de charcos e ribeiros.  O acasalamento consiste numa pseudo-cópula (amplexo) em que o macho se coloca em cima da fêmea  agarrando-a com as patas, na zona das axilas, ao mesmo tempo que esta efectua a postura. Os ovos são fertilizados com o fluído que contém os espermatozóides. A quantidade de ovos que cada fêmea deposita pode variar entre os 200 e os 1.400, que formam massas esféricas.

A rela alimenta-se formigas, moscas, centopeias, aranhas, percevejos e escaravelhos.

A sua actividade é mais intensa durante a noite, embora também possa ser vista durante o dia, próximo de cursos de água. 

Distribui-se por quase todos  os países da Europa, com excepção das Ilhas Britânicas, Escandinávia, Dinamarca e Alpes.






Reino:     Animalia
Filo:        Chordata
Classe:    Amphibia  
Ordem:   Anura
Família:   Hilidae
Génerio:  Hyla
Espécie:  H. arborea



Imagens captadas na Quinta da Casa Nova, Cortiçadas, Montemor-o-Novo









Enviar um comentário