terça-feira, 10 de janeiro de 2012

Petinha-dos-prados

(Anthus pratensis) - Linnaeus, 1758

Com o início do outono a petinha-dos-prados pode ser observada praticamente em todo o território nacional.

É uma espécie insetívora, podendo também alimentar-se de algumas sementes e larvas. A  sua plumagem é cinzenta esverdeada em cima e nas partes inferiores branca amarelada, com riscas nos flancos e peito. Tem as patas rosadas e o bico pontiagudo e fino. Mede cerca de 14,5 cm de comprimento. Nidifica na Ásia e no norte da Europa. Constroi o ninho no solo, disfarçado entre arbustos. Passa o inverno no sul da Europa e  no norte de África. É residente na Irlanda, Grã- Bretanha e França. 

É das espécies migratórias, que passam entre nós o outono e inverno, uma  das mais numerosas. Podemos vê-la em terrenos agrícolas, pastagens ou campos encharcados. Começa a abandonar-nos em Março e deixa de ser vista em Abril. É frequentemente confundível com outras espécies do mesmo género (petinha-ribeirinha, petinha marítima, petinha dos campos e petinha das árvores).

Reino:   Animalia
Filo:      Chordata
Classe:  Aves
Ordem: Passeriformes
Família:  Passeridae
Género:  Anthus
Espécie: A. pratensis

                                    Imagens captadas no Parque dos poetas, em Oeiras

























Enviar um comentário