quinta-feira, 30 de dezembro de 2010

Comunicar

Nasceu em Vila Nova de Foz Côa em 1944.
Frequentou o Liceu da Covilhã nos anos cinquenta.
Esteve na Guiné-Bissau de 1967 a 1969.
É um distinto advogado e bom comunicador.
Autor de: Pretexto, Sobrevivências, Contos Com Encontros, Espólio de Guerra e Cambança.
Chama-se Alberto A. A. Branquinho.
Pode comentar, criticar ou discordar das suas opiniões de forma rápida e simples.
Veja como aqui.

 Não resisti à tentação de lhes deixar assim como que um aperitivo, ilustrativo do seu jeito de comunicar,  apenas para lhes abrir o apetite!

Sejam felizes, tenham muita saúde.

Jogilbo


________________________ #________________________

Domingo, 26 de Setembro de 2010
 
 
 
COMUNIC@ÇÃO II


Não há ninguém aí

todos partiram para dentro de si

partiu-se o cordão

ou a ligação

que permite sermos ouvidos do outro lado.



A canseira, o cansaço

a fadiga

falta de dinheiro

ou o cagaço

uma dor mal sentida

o medo ou o fado

o susto do amanhã

ou a noite mal dormida

não deixam ouvir

nem sentir

alguém no outro lado





Tento outro rumo

outro "sítio", outro endereço

convoco a minha Fada

tento o inglês, o francês,

espanhol, o esperanto

a língua gestual

sinais de fumo

e, no entanto,

espanto:

-NADA !

Publicada por Alberto Branquinho em 14:04 0 comentários Enviar a mensagem por e-mail Dê a sua opinião! Partilhar no Twitter Partilhar no Facebook Partilhar no Google Buzz
Enviar um comentário